Alguns nomes antigos voltaram a fazer parte da modernidade, principalmente por serem escolhidos por famosos. Outros caíram em desuso, mas possuem lindos significados, que podem fazer sentido para você.

Pensando sobre isso, decidimos separar 36 sugestões de nomes antigos femininos para a sua filha. Vem conferir!

Nomes femininos antigos

Nomes antigos femininos: 36 ideias medievais, bonitas, gregas, estranhas e brasileiras

1. Madalena

Muito popular nas décadas de 50 e 60, esse nome se popularizou por causa da personagem bíblica, Maria Madalena, uma mulher importante na vida de Jesus Cristo.

O nome tem origem no grego Magdaléne, que significa "a que vem de Magdala" ou "a que habita em Magdala".

Magdala sendo uma pequena aldeia na Galileia, que em hebraico significa "torre" ou “torre de Deus”. Por conta disso, o nome recebe o sentido de "a que vive na Torre de Deus".

2. Susana

Como um nome que obteve seu pico de popularidade nos anos 80, ele carrega um simbolismo delicado e fofo.

Tem origem a partir do hebraico Shoshannah, derivada da palavra shoushan, que quer dizer literalmente “lírio” ou “açucena”.

Por causa do lírio ser uma linda flor que simboliza pureza, o nome também recebe o sentido de “pureza”.

Exemplos de personalidades famosas que o carregam são as atrizes Susana Vieira e Susana Werner.

3. Cora

Sendo um nome feminino que faz lembrar bastante a poeta Cora Coralina, seu pico de popularidade foi nos anos 30 e 50 no Brasil.

Tem origem no grego Kora, derivado de kóre, que significa “moça”, “donzela”, “virgem”. Bastante delicado para se pôr em uma menina, você não acha?

4. Célia

Esse nome é bastante popular no Brasil, com seu auge na década de 80, obtendo 58099 meninas registradas com ele.

Ele apresenta três possibilidades de origem, a primeira a partir do inglês Celia, uma abreviação de Cecília, que significa “cega”.

A segunda surgindo do latim coeli, caelum, significa “dos céus”. Já a última, sendo uma variante feminina de Célio, derivado do etrusco celi, quer dizer “setembro”.

5. Branca

Com seu ápice nos anos 50, esse nome tem tudo a ver com a cor branca, sendo um nome de origem portuguesa.

Surgindo a partir do adjetivo branca, significa literalmente “branca”, “alva”, “cândida”. Ele faz lembrar a princesa dos contos de fadas Branca de Neve.

6. Irene

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Com uma sonoridade forte e ao mesmo tempo um significado harmonioso e calmo, esse nome teve seu auge nos anos 50, com 34556 meninas registradas com ele.

Tem origem no nome grego Eiréne, a partir da palavra eiréne, que quer dizer "paz". Ficando com o significado de "a pacificadora", "a pacífica". Muito lindo, não é mesmo?

Uma personalidade conhecida que o carrega é a atriz brasileira Irene Ravache.

Você está gostando do artigo? Quer conferir outros nomes clássicos? Vem ler: 30 nomes antigos para bebê: o clássico que está voltando à moda.

Nomes medievais

Nomes antigos femininos: 36 ideias medievais, bonitas, gregas, estranhas e brasileiras
By Liga Eglite

O período medieval, também conhecido como Idade Média, perdurou entre 476 (Século V) e 1453 (século XV), aqui nós separamos os nomes femininos que foram mais populares durante esse período.

7. Catarina

Como o nome de diversas imperatrizes e rainhas, ele se tornou muito popular no século XV. No Brasil, obteve seu pico de popularidade nos anos 50, apesar de que vem crescendo em registros a partir dos anos 2000.

Tem origem no nome grego Aikaterhíne, que deriva da palavra katharós, que significa "pura", "casta".

Duas personalidades históricas muito conhecidas que o carregam são a imperatriz russa Catarina, a Grande, e a princesa espanhola Catarina de Aragão.

8. Mônica

As duas décadas que esse nome foi mais popular no Brasil, foram 70 e 80. A sua variante gráfica inglesa, sem acento, tem sido usada nos países de língua inglesa desde o século XVIII.

Com a origem incerta, pode ter surgido do grego Mónikos derivado da palavra mónos, que quer dizer “um”, significando “”, “solitária”, “viúva”.

Exemplos de personalidades que o carregam são a atriz/apresentadora Monica Iozzi, a jornalista Mônica Bergamo e a personagem dos quadrinhos da “Turma da Mônica”.

9. Clarice

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Com sua auge de popularidade no Brasil nos anos 60, esse nome carrega um simbolismo ligado à luz e à iluminação.

Derivado do nome próprio Clara, que por sua vez é uma variação do nome Clarissa, o qual tem origem no latim clarus, a partir do adjetivo clara, significa "a que é brilhante", “luminosa” ou “ilustre”.

Mulheres famosas que o carregam são a escritora Clarice Lispector e a humorista Clarice Falcão.

10. Teodora

Esse nome possui um lindo simbolismo conectado ao divino, além de ter sido popular no Brasil nos anos 40, então se você adora essa década Teodora é uma boa opção.

Sendo a variante feminina de Teodoro, originado a partir do nome grego Treódoros, o qual é formado pelos termos théos que significa “Deus” e dôron, que quer dizer “dom, dádiva”, significa “presente de Deus”, “dádiva divina”.

Uma personalidade famosa que o carrega é a atriz búlgara Teodora Duhovnikova.

11. Anabel

Obtendo seu auge de popularidade nos anos 60, esse nome é uma aglutinação dos nomes Ana e Isabel.

Significa “graciosa e pura” ou “mulher cheia de graça e beleza”. Ana tem origem no hebraico Hannah e significa "graciosa" ou "cheia de graça".

Isabel pode ter surgido tanto do hebraico Izebel, que significa “Deus é juramento”, quanto do francês belle, que quer dizer “beleza”.

12. Marta

Sendo um nome que tem conexão com a bíblia, ele carrega um simbolismo de cuidado e proteção.

Esse nome era carregado pela personagem que aparece nos evangelhos, irmã de Maria e de Lázaro, provindos da aldeia de Betânia.

Tem origem no aramaico Martha, que por sua vez se originou a partir das palavras aramaicas marta', mar, e mara, que podem significar "senhora", "patroa" ou "dona de casa", "protetora do lar".

Nomes antigos bonitos femininos

Nomes antigos femininos: 36 ideias medievais, bonitas, gregas, estranhas e brasileiras

13. Elizabeth

Tanto na sua versão em inglês quanto em português, que é Elisabete, esse nome conquistou o coração de milhares de brasileiros, principalmente da década de 60.

Apresenta a sonoridade firme, além de ser conectado à nobreza, por causa da rainha Elizabeth II.

Com origem a partir do hebraico Elishebba, significa “Deus é abundância” ou “o meu Deus é juramento”.

14. Eva

Como um nome curtinho que obteve seu auge de registros nos anos 50 e 60, ele carrega um simbolismo lindo ligado à vida.

Tem origem a partir do hebraico Hawwá, Havah, derivado da raiz hawá, que quer dizer "ela viveu", ficando com o significado de "a que vive", "a vivente", "a que tem vida" ou "cheia de vida".

Personalidades famosas que o carregam são as atrizes Eva Wilma, Eva Mendes e Eva Longoria.

15. Alice

Apesar desse nome ter ficado bastante popular no Brasil só a partir dos anos 2000, na França e na Inglaterra ele foi popularizado por volta do século XII.

Era de se esperar, pois ele carrega um simbolismo lindo ligado à nobreza. Com origem nas versões francesas Adaliz, Alesia, Aliz, utilizadas como diminutivo de Adelaide, o qual tem origem no germânico Adelheid, significa “de qualidade nobre”, “de linhagem nobre”.

Personalidades famosas que o possuem são as atrizes Alice Wegmann e Alice Braga, além da personagem da obra literária “Alice no País das Maravilhas”.

16. Rute

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Esse nome obteve seu ápice de popularidade no Brasil nos anos 60 e 70, além de carregar um lindo simbolismo conectado à amizade.

Sendo a versão portuguesa da variação gráfica inglesa, alemã e escandinava, Ruth, tem origem no hebraico Ruth, que deriva da palavra Re’ut, que quer dizer “amiga”.

Também ganhou o sentido de “companheira”.

17. Vera

Com um simbolismo que faz referência a ótimas virtudes, como sinceridade, o nome alcançou seu auge de popularidade no Brasil nos anos 50 e 60.

Tem origem a partir do latim verus, vera ou verum, que quer dizer literalmente “verdadeira”, “sincera” ou “franca”. Ótimas qualidades, você não acha?

Também pode ter vindo do eslavo wjera, que significa “fé”, “fidelidade”, ficando “a que tem fé”.

Exemplos de atrizes famosas que o carregam são Vera Farmiga, Vera Holtz e Vera Fischer.

18. Celeste

Apresentando um lindo simbolismo que tem relação com céu e o divino, esse nome obteve seu pico de popularidade nos anos 60, com 2541 meninas registradas com ele.

Tem origem no adjetivo celeste, derivado do latim caelestis, que quer dizer literalmente “do céu”, “celeste”, “celestial”.

Mais carinhoso do que esse nome é impossível, não é mesmo?

Nomes antigos femininos gregos

Nomes antigos femininos: 36 ideias medievais, bonitas, gregas, estranhas e brasileiras

19. Agatha

Tanto nessa grafia quanto na versão Ágata, esse nome se tornou muito popular no Brasil, principalmente a partir dos anos 2000, mas em países de língua inglesa perdeu bem mais a sua popularidade, obtendo seu auge nos Estados Unidos por volta de 1930.

Tem origem a partir dos nomes gregos Agathe e Agathós, os quais por sua vez têm origem na palavra grega agathos, significando “boa”, “perfeita”, “respeitável”, “virtuosa”.

Duas mulheres famosas que carregam esse nome são a atriz Agatha Moreira e a escritora britânica Agatha Christie.

20. Apolônia

Esse nome alcançou seu auge de popularidade nos anos 40 no Brasil, sendo mais diferente e original, surgiu como uma cidade grega para homenagear o deus Apolo.

Com origem no nome antigo grego Apollónios, significa literalmente “consagrada a Apolo”. Que por ser o deus do Sol e das artes, o nome ganha o sentido de “em honra a Apolo, o deus grego do sol”, “filha do sol”.

21. Anastasia

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Como um nome grego antigo, ele não é muito popular no Brasil, tendo sido mais difundido em países de língua inglesa.

Tem origem a partir do grego anastásios, proveniente de anastasis, que pode ser traduzido por “ressurreição” ou “aquela que tem força para ressuscitar”.

Exemplo de uma mulher que marcou a história e carregou esse nome foi a grã-duquesa russa Anastásia Nikolaevna.

22. Demetra

Também chamada de Deméter, esses dois nomes fazem referência a deusa grega da colheita, da fertilidade e da terra.

Esse nome é composto pela junção dos termos gregos da, que significa “terra” e meter, que quer dizer “mãe”, significando “mãe da terra”.

Essa deusa é considerada boa pelos gregos, filha de Cronos e Reia.

23. Eugênia

Bastante popular nos anos 60 no Brasil, esse nome grego é a variante feminina de Eugênio, carregando um simbolismo ligado à virtudes.

Tem origem no grego Eugénios, composto pelos elementos eu, que quer dizer “bem,bom” e génos, que significa “raça, estirpe”.

Fica com o significado de “bem-nascida”, “aquela que tem origem nobre”, “aquela que tem boas origens”.

24. Cassandra

Com uma sonoridade forte e bonita, esse nome faz referência a personagem da mitologia grega filha da rainha Hécuba de Tróia e do rei Príamo.

Tem origem na etimologia grega complexa Kassándra, possivelmente formada pela união dos elementos kekasmai, kad, que significa “brilhar” e aner, que quer dizer “homem”, fica com o significado de “a que brilha sobre os homens” ou “a que protege os homens”.

Exemplos de pessoas famosas que o carregam são a atriz Cassandra Peterson e a escritora Cassandra Clare.

Nomes antigos femininos estranhos

Nomes antigos femininos: 36 ideias medievais, bonitas, gregas, estranhas e brasileiras

Alguns nomes tem uma sonoridade estranha ou engraçada e vários deles são antigos ou nunca foram assim tão populares no Brasil.

25. Alberta

Às vezes transformar um nome masculino em feminino faz com que ele fique muito estranho, principalmente na sonoridade. Um dos exemplos é Alberta, que só obteve 1.058 meninas registradas com ele antes de 1930 até os anos 2000.

Sendo a variante do nome Alberto, o qual tem origem no germânico Adalbert, que é formado pelas palavras adal, que significa "nobre", e, berth, que quer dizer "ilustre" ou "brilhante".

Fica com o significado de "nobre brilhante" ou "ilustre nobre".

26. Alfreda

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Outro nome que ficou estranho quando transformado em feminino é este, que provém do nome masculino Alfredo. A sua popularidade no Brasil é baixa, com apenas 310 meninas registradas com ele.

Tem origem no germânico Alverad, formado pela união dos elementos alp, alf, que significa “gênio, alfo, duende” e rat que quer dizer “conselho”.

Fica com o significado de “conselheira engenhosa” ou “elfo conselheira”.

27. Alda

Esse nome sozinho fica um pouco estranho, mas composto com outro nome, o que os brasileiros adoram, se torna melhor, como é o caso da cantora de gospel Alda Célia.

Apresenta duas origens diferentes, através do vocábulo familiar de nomes femininos iniciados com o elemento Ald, significa “aquela que é nobre”.

Já outras teorias dizem que esse nome quer dizer “a sábia” e “a que possui riqueza interior”.

28. Benedita

Mais um nome que ficou um pouco esquisito na sua transformação de masculino para feminino, ele fez muito sucesso nos anos 50 no Brasil, com mais de 50 mil meninas registradas com ele.

Como a variante feminina de Benedito, o qual tem origem no latim Benedictus, derivado de benedico, significa “bendita”, “abençoada”, “louvada”.

29. Arlete

Como um nome bastante popular na década de 60, ele é puxado para o diferentão ou simplesmente deixou de ser tão usado.

Inclusive é o nome verdadeiro ou de batismo de uma das principais atrizes brasileiras, que é Fernanda Montenegro. Outras personalidades que o carregam são as atrizes Arlete Salles e Arlete Montenegro.

Apresenta duas possíveis origens, através do nome de lugar Arlette, que deriva do inglês antigo alrett, elrett, significa “do bosque de amieiros”, “da floresta de amieiros”.

Já a partir de Arlette, forma francesa de Harlet, quer dizer “comandante do exército”.

30. Carlota

Esse nome possui uma sonoridade muito engraçada, você não acha? Uma personalidade histórica que o carregou foi a Rainha Consorte de Portugal, Carlota Joaquina.

Sendo o diminutivo de Carla, que tem origem no germânico Karl, a partir de karal, kerl, significa “mulher”, “mulher do povo” ou “mulher livre”.

Nomes antigos femininos brasileiros

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

31. Lucineide

Como uma criação do povo brasileiro, esse nome foi muito popular nos anos 70, com mais de 17 mil meninas registradas com ele.

Provém da junção dos nomes Lúcia e Neide, significando “a gloriosa filha iluminada” ou “aquela que nasceu com luz e glórias”.

Lúcia tem origem no latim Lucius, derivado dos elementos lyke, luc, luk, que deram origem a palavra em latim lux, e significa “a luminosa”, “a iluminada”.

Já Neide é uma adaptação do nome francês Énéide, que tem origem no grego Aineís, que quer dizer "filha de Eneias". Ficando também com o significado de "filha do homem abençoado".

32. Lurdes

Como um nome que ficou muito popular no Brasil, ele alcançou seu auge nos anos 50 e 60, depois decaiu.

Sendo uma variação do nome Lourdes, o qual deriva do basco Lorde, que quer dizer "escarpa", significa "escarpa rochosa em declive".

33. Sônia

Esse nome se tornou um dos preferidos pelos brasileiros principalmente na década de 60, com 125 mil meninas registradas com ele.

Carrega um lindo simbolismo ligado à inteligência, surgiu a partir do russo Sonja, o qual é um diminutivo de Sofia, significando "sabedoria" ou "sabedoria divina".

Exemplos de personalidades famosas que o carregam são a atriz Sônia Braga e a apresentadora Sonia Abrão.

34. Iracema

Nomes antigos femininos: 36 sugestões para a sua filha

Sendo um nome com uma sonoridade forte e um simbolismo ligado à doçura, ele provém dos indígenas brasileiros. Obtendo seu auge de popularidade nos anos 50.

Tem origem a partir do guarani iracema, composto pelos elementos ira, que tem origem no nheengatu que significa “mel” e acema, que quer dizer “escorrer” ou “sair em grande quantidade”.

O nome significa “lábios de mel”, “a saída do mel” ou “o fluxo do mel”. Uma importante personagem literária que carrega esse nome é Iracema, do livro de mesmo nome, do autor José de Alencar.

35. Ivaneide

Mais um composição criada pelos brasileiros, esse nome provém da união dos nomes Ivana e Neide.

Como um nome conectado ao divino, significa "sortuda, abençoada por Deus", "aquela que Deus perdoa e em quem deposita sorte".

Ivana tem origem no hebraico Iohanan, a partir dos elementos Yah “Javé, Jeová, Deus” e hannah “graça”, significando “Deus é cheio de graça”, “agraciada por Deus” ou “a graça e misericórdia de Deus”, “Deus perdoa”. Já Neide significa "filha de Eneias", "filha do homem abençoado".

36. Auxiliadora

Sendo um nome que faz referência à Virgem Maria, ele foi bastante popular no Brasil nos anos 60.

Se você é cristão, esse nome é uma ótima opção, principalmente por carregar um significado ligado à ajuda e suporte ao próximo.

Com origem espanhola e de herança religiosa, significa "aquela que ajuda", "aquela que ampara", "aquela que dá suporte e auxilia".

O artigo foi interessante para você? Esperamos que tenha tirado boas inspirações! Aproveita e confere mais:

Nomes de Meninas: 54 ótimas ideias para bebês

Os 25 nomes mais estranhos e engraçados para registrar filhos

Os 25 nomes curtos mais bonitos para meninas