Ativistas são pessoas interessadas em mudar a realidade de forma prática. Individualmente ou em grupos, os ativistas buscam novos caminhos para melhorar questões sociais, políticas ou ambientais, como por exemplo o acesso integral à educação ou a proteção aos animais.

A sociedade está em constante mudança e todas as pessoas influenciam o planeta em maior ou menor grau, mas as grandes evoluções da humanidade ocorreram graças aos esforços de pessoas que não tiveram medo de defender as causas em que acreditavam.

E quem pensa que o ativismo só está na moda agora com as redes sociais, se engana. Muito já foi feito por ambientalistas, pacifistas e defensores das causas humanitárias.

Seja pelo significado de seus nomes ou pelos grandes atos feitos por essas pessoas, inspire-se com a nossa lista de nomes baseados em grandes ativistas do mundo:

Nomes inspirados em ativistas ambientais

O ativismo ambiental defende a preservação do meio ambiente, a conservação do planeta e o direito dos animais.

nomes inspirados em ativistas ambientais

Greta

Greta é um nome sueco que significa “pérola”. É a forma encurtada da versão sueca do nome Margarida.

A ativista Greta Thunberg é uma menina sueca de apenas 16 anos que luta contra as alterações climáticas e a destruição dos recursos naturais do planeta.

A menina ganhou visibilidade em 2018, quando produziu cartazes para alertar os políticos do parlamento sueco em relação aos problemas climáticos e assim exigir que ações fossem tomadas. Desde então, Greta tem discursado para lideranças mundiais em diversos eventos de escala internacional.

Francisco

O nome Francisco significa “francês livre” ou “aquele que vem da França”.

É um nome muito antigo que acabou por ganhar ainda mais popularidade por causa de homenagens feitas a homens famosos com esse nome, como por exemplo São Francisco de Assis, o santo católico patrono dos animais.

O brasileiro Chico Mendes, foi um seringueiro e ativista ambiental que lutou pelo uso consciente dos recursos naturais, pela criação de reservas extracionistas e pela devolução das terras aos povos originais. Seu foco de trabalho era a região amazônica.

Maria do Socorro

Maria do Socorro é um nome de origem religiosa que significa "auxílio da senhora soberana".O nome é inspirado em Maria, mãe de Jesus Cristo, também conhecida como "Nossa Senhora do Socorro" ou "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro".

Maria é um nome de origem incerta, mas provavelmente deriva do nome hebraico Myriam, que significa "senhora soberana". Socorro vem da palavra em latim succursus que quer dizer "ajuda" ou "auxílio".

Maria do Socorro da Silva é uma ativista ambiental e líder quilombola. Ela luta contra grandes empresas que querem explorar indevidamente os recursos naturais da amazônia e defende os direitos das comunidades originais daquela região.

Orlando

O nome Orlando tem origem germânica e significa "terra gloriosa" ou “natural da terra gloriosa”.

Orlando Villas-Bôas é o mais velho dos irmãos Villas-Bôas, sertanistas responsáveis por grande parte do mapeamento geográfico da região central do Brasil. Orlando e seus irmãos tiveram a ideia e ajudaram a transformar em realidade o "Parque Indígena do Xingu", uma das maiores reservas indígenas do mundo.

Nomes de grandes ativistas pelos direitos humanos

Os humanistas tentam garantir que todos as pessoas tenham os direitos que tornam a vida digna

nomes inspirados em ativistas pelos direitos humanos

Rosa

O nome Rosa significa “bela flor” ou “espécie famosa”.

Rosa é um nome que indica muita feminilidade, já que seu nome é escolhido quase sempre como referência à flor colorida de perfume agradável e de pétalas aveludadas.

A Ativista Rosa Parks foi uma das principais responsáveis pelo movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Ela recusou-se a ceder seu lugar no ônibus a uma pessoa branca e foi presa.

Esse acontecimento culminou em um boicote aos ônibus em Montgomery, que durou mais de um ano e foi o estopim para um grande movimento pelos direitos civis dos negros, em que surgiram diversos nomes relevantes para a causa, como o de Martin Luther King Jr.

Martin

Martin é um nome masculino que significa “guerreiro” ou “dedicado ao deus Marte”.

Na mitologia romana, Marte é o deus da guerra, por isso o nome é associado às características de um homem forte, guerreiro e com visão estratégica.

Martin Luther King Jr. foi um ativista político estadunidense, que lutou pelos direitos civis dos negros. Ele era um pastor batista de apenas 26 anos quando liderou o boicote aos ônibus de Montgomery após o caso envolvendo Rosa Parks, organizou marchas e protestos pacíficos para lutar pelos direitos dos cidadãos afro-americanos e pelo fim da segregação racial nos Estados Unidos.

Martin Luther King Jr. foi agraciado com o Nobel da Paz em 1964 por seu importante papel na luta não-violenta pelos direitos humanos.

Marielle

Marielle é uma forma diminutiva do nome Maria, que por sua vez significa "senhora soberana" ou "a pura".

Marielle Franco foi uma ativista pelos direitos humanos e política brasileira.

Ela era uma mulher negra, de origem humilde, bissexual e viu de perto os problemas enfrentados por seus pares. Como política, Marielle lutou principalmente contra o abuso de autoridade da polícia nas comunidades pobres e lutou a favor dos direitos das mulheres e da comunidade LGBTQI+.

Herbert

O nome Herbert vem do nome germânico Haribertho, que significa “guerreiro glorioso” ou “ilustre guerreiro”.

É um nome masculino que exprime coragem e nobreza.

Herbert José de Sousa, mais conhecido como Betinho, foi um sociólogo e humanitário brasileiro.

Ele lutou pela Reforma Agrária e é o idealizador do projeto "Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida". Esse projeto, pelo qual ele ficou mais conhecido, usa as comunidades locais como alicerces para a mudança social. Os voluntários da comunidade formam comitês que são responsáveis por atender as famílias necessitadas da região com ações de assistência social.

Nomes inspirados em ativistas da educação

nomes inspirados em ativistas pela educação

Malala

Malala é um nome feminino derivado no nome paquistanês Malalai, que significa “atingida pela dor” ou “melancólica”.

Apesar do significado triste, o nome remete à guerreira afegã Malalai de Maiwand, que inspirou seus compatriotas para o combate contra as tropas britânicas em 1880, na batalha de Maiwand, em que os afegãos saíram vitoriosos.

Malala Yousafzai é uma ativista paquistanesa pelos direitos humanos e pelo direito à educação de jovens, sobretudo mulheres.

Malala nasceu em uma região do Paquistão comandada pelo Talibã, um grupo extremista que ordenou que as escolas não recebessem alunas mulheres ou até mesmo que fechassem as portas para todos os alunos, sob pena de serem explodidas. Malala contrariou as ordens do grupo e, aos 15 anos, sofreu um atentado que quase lhe custou a vida.

Após a sua recuperação, ela discursou na ONU e recebeu diversos prêmios por sua luta pelo direito à educação, sendo o principal o Nobel da Paz que recebeu quando tinha apenas 17 anos.

Paulo

O nome Paulo tem origem no latim Paullus e significa "pequeno" ou "de baixa estatura".

Esse nome era usado quando ainda não existiam sobrenomes e as pessoas eram chamadas por apelidos que tinham a ver com características físicas delas.

Paulo Freire foi o brasileiro mais homenageado da história por sua contribuição para a educação. Ele criou um modelo de alfabetização para adultos que considera o contexto de vida e o vocabulário do estudante. Em sua principal obra, a "Pedagogia do oprimido", defende que a educação é o meio para que as pessoas oprimidas recuperem a dignidade.

Nomes inspirados em ativistas da causa LGBTQI+

nomes inspirados em ativistas LGBT

Marsha

Marsha é um nome feminino que significa “guerreira”. Comum em países de língua inglesa, o nome Marsha deriva do nome Márcia, que está relacionado a Marte, o deus romano da guerra.

Marsha P. Johnson foi uma travesti ativista pela causa gay e transsexual.

Ela foi uma das resistências na rebelião ocorrida no bar gay Stonewall Inn, em que policiais invadiram o bar com o intuito de prender pessoas LGBT. Embora as batidas policiais em locais frequentados pelo público LGBT fossem algo comum, naquele dia as pessoas que estavam no bar reagiram e encurralaram os policiais. Após o conflito, o ativismo pela liberdade homossexual ganhou força e ocorreram várias manifestações em apoio à causa. Um ano após a rebelião, aconteceram as primeiras marchas do orgulho gay nos Estados Unidos.

Juntamente com Sylvia Rivera, fundou em 1970 a STAR (Street Transvestite Action Revolutionaries - em português Ação das Travestis de Rua Revolucionárias), um grupo de apoio que oferecia comida e teto para membros da comunidade LGBT em estado de vulnerabilidade, sobretudo para pessoas trans.

Diagnosticada como portadora do vírus HIV, Marsha foi uma voz muito importante para a conscientização sobre a AIDS.

Jean

Jean é a variação francesa do nome João, que vem do hebraico Iohanan. É um nome predominantemente masculino que significa "agraciado por Deus" ou "Deus é cheio de graça".

Jean Wyllys é um professor e ex-político brasileiro que se dedica à luta pelos direitos humanos, sobretudo para a comunidade LGBTQI+.

Como político, defendeu temas como o direito ao casamento civil para pessoas do mesmo sexo e a legalização do aborto, além de lutar contra o racismo, a violência e a discriminação contra as minorias.

Se os nomes próprios influenciam a personalidade das pessoas, não temos como provar, mas que a nossa lista tem algumas coincidências incríveis, isso tem!

Veja também: 30 nomes inspirados em mulheres poderosas